Mudando a forma

Mudando a forma de pensar você muda a forma de viver!

Arquivo para a tag “mudanca de vida”

Atenolol never more….

Yupiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii….

Ontem no fim do dia voltei ao consultório do Dr Miguel, meu cardiologista, para apresentar os resultados do exames. Claro que eu já tinha olhando os exames de antemão, que coisa feia Fernanda!!! Mas acho que todo mundo faz isso né?

Pois bem, mesmo não sendo médica dava pra percerber que os resultados eram satisfatórios mas precisava ouvir dele que tudo estava bem. Para minha alegria as coisas estava mais que bem, estavam excelentes. Todos os exames tiverem resultados surpreendentes se comparados aos últimos que fiz em abril/2012.

Pra se ter uma idéia no meu teste de esforço físico de 2012 eu tinha conseguido caminhar por 3 minutos com 0% de inclinação na esteira e minha pressão chegou a 21 por 10. Neste ultimo o tempo de exame foi de 7 minutos com 10% de inclinação e minha pressão chegou somente a 15 por 8. Isso é a glória pra mim que há mais de 10 anos sofria com os problemas da pressão alta.

Isso sem contar os resultados dos exames de sangue, todos dentro da normalidade e os mais tensos para mim como Glisose e Trigilicerídios que deram mais que normais. Nunca havia recebido tantos elogios do Dr Miguel como ontem. Fiquei feliz da vida.

AtenololNeverMoreMas o que realmente me deixou feliz foi ser comunicada oficialmente que estou livre dos remedios para controle de pressão. Atenolol nunca mais, o Dr Miguel suspedeu toda a medicação. Só me pediu para não sair do ritmo, continuar com os exercícios e com a alimentação regrada e voltar lá ano que vem para os exames de rotina. Ai que alegria 🙂

Anúncios

1 passo pra trás e dois pra frente…

Essa semana tive alguns contratempos com minha saúde, o clima também não ajuda muito aqui em Curitiba: chove, esquenta, esfria, sol, chuva de novo… e com isso ganhei resfriado, garganta inflamada, febra e muitas dores no corpo. Pulei refeições, perdi apetite, ataquei um pobre bombom e estou bemmm inchada, tive que tomar remédios e isso tudo me fez ganhar um presente de grego: 1,2kg a mais na balança.

Além claro do resfriado que me derrubou, tive uma pequena ecaída mais que esperada e não vou ser hipócrita e dizer que isso não vai mais ocorrer pq infelizmente vai sim. Mas só depende de mim dar a volta por cima e continuar. Cheguei a 103,6kg no sábado hoje estou com 104,8. Mas vou recuperar isso loguinho e seguir em frente e mandar esse resfriado chato embora.

Mas acha que isso me desanima? Fique vários dias sem conseguir ir pra academia, hoje acordei um pouco melhor e as 6 da manhã já estava eu lá firme e forte suando muitoooooo. Um passo pra trás, mas agora é questão de honra dar dois passos a frente, não desisto tão fácil.

 

Embora tenha ganhado um tiquinho de peso, hoje tive uma recompensa daquelas. Chegaram os uniformes novos, e esta foi a primeira vez em 7 anos que todas as peças caíram feito uma luva, tudo ficou certinho, algumas peças até um pouquinho folgadas. Imaginem a felicidade dessa moça aqui 🙂

Você tem que querer por você!

Ontem enquanto eu almoçava uma sra no restaurante veio conversar comigo. Ela parou ao lado da mesa e disse:
“- Querida preciso te dar os parabéns, tenho notado como aos poucos suas roupas tem ficado folgadas!”

Preciso deixar bem claro que minha meta nunca foi e nem nunca será baseada em fundamentos estéticos, quero apenas ficar bem, saudável e confortável. Quero ter condicionamento físico pra que consiga sair pra passear sem ter que ficar parando toda hora pra respirar ou ter que sentar pq os pés doem!!

Eu é claro que achei aquilo o máximo dos máximos. Pq isso demonstra que toda minha dedicação está rendendo frutos.

Seguimos o papo eu comentei com ela bem por alto como anda minha rotina e acabei falando sobre este blog e ela achou a idéia muito boa e etc e ela prosseguiu:

“- Sabe minha filha também precisa emagrecer, falo isso pra ela todo dia. Hoje vou falar com ela sobre você pra ela se inspirar e emagrecer também!”

Fiquei bem feliz de escutar isso e saber que posso servir de exemplo para que outros venham a se sentir tão bem quanto eu tenho me sentido. Mas depois que ela foi embora eu fiquei pensando. Puxa vida há quantos anos todo mundo me fala desse lance de emagrecer e bla bla bla, e isso nunca me fez realmente ter vontade de correr atrás… sou gordinha há muitoooooo tempo, desde os 13 anos já sofro com isso e só agora com 30 que eu realmente tive vontade de fazer isso, eu quis essa mudança.

E neste era o ponto que queria chegar.

Pra que a gente consiga ter algum resultado duradouro temos que mudar a forma de enxergar a situação. Por exemplo:

  • Eu não resolvi começar a comer direito pq está chegando o verão, pq alguém me falou, pq o médico mandou ou pq eu vi na revista. Eu resolvi começar a comer direito pq me sinto bem assim, pq não tive mais mais dores no estomago (por comer demais), não me senti mais inchada e o mais irônico não senti mais fome. Faz um mês que tenho comido consideravelmente menos, mas nunca mais senti meu estômago roncar kkkkk.
  • Eu não resolvi começar a academia pra me livrar da gordura localizada, pra ficar turbinada –  que por sinal eu acho um termo extremamente vulgar – ou pra ter uma barriga chapada. Eu resolvi começar a academia pq eu fui orientada que deveria praticar exercícios, pq exercícios tanto aeróbicos quanto os anaeróbicos fazem muito bem ao corpo, pq se eu mandar essa gordura embora minha circulação vai melhorar. O resto dos benefícios oriundos dos treinos serão uma mera ótima consequência de todas as mudanças que tenho feito no meu dia-a-dia.

E é isso que muita gente não entende e fica lá martelando na cabeça dos outros, sabemos que isso é para o bem mas não adianta, a vontade tem que ser da pessoa, ela tem que decidir por si mesma querer mudar a forma de levar a vida.

Claro que os exemplos ajudam muito pois são eles que plantam a sementinha que será um dia a idéia de toda a mudança.

… de começar

Há alguns meses eu tomei um chá de realidade e vi que minha vida não estava tão legal quanto eu pensava que fosse. Sabe aquele momento que você pára e começa a olhar tudo a sua volta, desde as suas companhias, sua aparência, até o jeito que você fala. E percebi que as coisas não poderiam continuar assim.

Procurei por um machado de coragem e comecei a cortar tudo o que não me fazia bem, tudo mesmo!

(… eu tinha escrito um monte de coisas aqui, mas pouco depois percebi que não vale a pena citar coisas ruins então resolvi apagar isso…)

E com isso eu ganhei tempo pra mim. Tempo pra enxergar o quanto eu me descuidei e o farrapo que eu estava virando. Mas ainda sim, não tinha feito nada pra mudar isso.

Até que há pouco mais de um mês eu fui tomada por dores lancinantes nas pernas, em ambas… doía pra tudo, principalmente pra dormir. Sofri praticamente uma semana e meia com isso, posição nenhuma aliviava e por isso dormi muito mal, isso me deixou esgotada com stresse mental e fisíco estava a ponto de um ataque de nervos até o que o Sr Doutor me disse: “não vou te dar remédio algum pra essas dores, isso é falta de exercício físico, você não tem problema nenhum circulatório ou cardíado (faço exames anualmente quanto a isso, é muito importante pra mim pois tenho histórico na família) então procure uma academia e comece a se exercitar com regularidade ou faça caminhadas mas você precisa se mexer menina!”

Eu não aguentava mais aquelas dores e depois da “juntada” que levei do meu médico lá foi eu me matricular na academia.

Se passaram menos de 20 dias (tá bom 15 que estou indo todo dia) e eu já posso comemorar o fim das dores, que na verdade já sumiram no 3º dia de exercícios e 4kg a menos.

E você me pergunta, qual o objetivos deste blog?
É simples: deixar aqui registrada a minha evolução, minha melhora física, minha melhora de saúde e etc,  e tudo apenas mudando a forma de fazer coisas simples. Post a post vou tentar relatar todas as pequenas mudanças que estou fazendo e o impacto delas sobre minha vida.

Mudando a forma de começar

Todo mundo começa de algum lugar!

É isso, por hoje é só pessoal.

Navegação de Posts