Mudando a forma

Mudando a forma de pensar você muda a forma de viver!

Arquivo para a tag “dieta”

Dia do lixo

Dia do lixoEu escolhi eleger um dia da semana como o dia do lixo. Mas observo que muita gente confunde o real significado do dia do lixo.

Que atire a primeira pedra aquele que consegue ficar completamente longe de comidas que não são exatamente saudáveis. Que atire a primeira pedra quem não sente vontade de comer pizza, fritas, sorvete, bolo de chocolate, lasanha e etc.

Na boa, ninguém consegue. Salvo alguns casos, eu posso dizer que não acredito em dietas, acredito em uma mudança de consciência e atitude em relação à comida. Acredito que mudar a forma de enxergar os alimentos pode mudar drasticamente o nosso estilo de vida. Eu sou um grande exemplo de que usamos a comida como fuga para ansiedade, mas acredite, devorar uma caixa de chocolate pode até dimunir temporariamente a ansiedade, mas não vai resolver o problema que causa sua ansiedade. Eu realmente acredito na reeducação alimentar, mas não só isso, acredito que também é necessário que façamos uma reeducação de nossas atitudes e pensamentos.

Digo isso pois não consigo imaginar como uma pessoa consegue viver eternamente de “dieta” se privando de tudo o tempo todo. Imagine só, você vai a um almoço com amigos todos estão comendo algum alimento que não faça parte da sua dieta e não há outra opção. O que vai fazer? Ficar só vendo todo mundo comer? Díficil não? Eu também acho, e aí oque acontece? A criatura chega em um ponto que não aguenta mais ouvir falar em dieta e literalmente atola o pé na jaca, come em dois dias o que não comeu em 6 meses e manda por água abaixo tudo o seu empenho.

Com base nisso é que eu acredito na importância do dia do lixo, o grande problema é que para alguns esta idéia é um pouco deturpada. Embora o nome nos leve a imaginar que seja um dia regado à “junk-food” não é bem assim que deve ser.O que alguns fazem é comer desesperadamente até passar mal, detonar nos doces, refriferantes e processados… “junk-food” total, mas a idéia do dia do lixo é justamente outra. É um dia como qualquer outro, devemos manter nossa alimentação de 3 em 3 horas e etc, a diferença é que se nos depararmos com aquele quiosque que vende casquinhas de sorvete de baunilha irresistíveis, podemos nos dar ao luxo de saborear  uma sem culpa, ou seja me permito comer alguma coisa que esteja com vontade seja doce ou salgado.

Hoje por exemplo participei de um almoço muito divertido com amigos vários amigos, comi strogonoff, tomei refrigerante, comi um pequena fatia de torta alemã. Eu comi e bebi o suficiente pra saciar minha fome sem me empaturrar. Matei a vontade, comi “besteira” sim e daí?? Eu quero sim emagrecer, mas preciso estar bem, preciso ter forças para continuar e pra isso preciso estar feliz e motivada para conseguir alcançar meu objetivo.

 

Deixe seu comentário aqui em baixo, discutir idéias é bem legal 🙂

Anúncios

4 meses depois

E este é o resultado de 4 meses de rotina com boa alimentação e práticas de exercícios.

Menos 13 quilos, menos rémedios, nenhuma dor.

Mais alegria, mais saúde, mais bom humor.

Hahaha até rimou!!!

Evolução emagrecimento Fernanda Região.

Após 4 meses eis o resultado da combinação de reeducação alimentar e prática de atividade física

É isso aí, continuo com meu plano: devegar e sempre. Mudando a forma de  viver e mudando minha vida complemante.

Mude você também 😉

Day tripper

Essa feriado vai ser minha prova de fogo pra ver se realmente eu mudei de vida. Vou visitar meu pais! 😀 Estou escrevendo este post da sala de embarque hahaha é duro não ter o que fazer.

Ainda falta quase uma hora pro meu voo e decidi escrever esse post.

Small London here we goooo =)

Bom casa da mamãe todo mundo sabe como é: comida boa, mimo de todo jeito… é pedir pra abusar. Serão 4 dias de prova de fogo, estou me sentindo no programa do Claude Troisgros. Que Marravilha! hahaha.

Continuo mal do resfriado que vai e volta e o tempo não colabora também, hoje estava 11°c qdo acordei, aí não há imunidade que resista, mas confesso que não vejo a hora de me livrar desse resfriado, estou com saudades da academia.

Bom mas eu continuo firme com a alimentação, comendo direitinho, sem passar fome e evitando besteiras. E consegui eliminar mais algumas gramas estou com 101,6.

Ontem eu conheci uma mocinha que é uma simpatia a Yasmin, e fiquei bem feliz de poder compartilhar com ela minha alegria e também minhas experiências pra ter uma melhor qualidade de vida e por consequência emagrecer. Espero que você aproveite os postos do blog pra melhorar sua alimentação e olhe, procure um médico e faça os exames pra saber se está tudo bem com vc e se vc pode começar uma dieta, na sua idade isso é fundamental.  Isso é um recado que mando à todos aqueles que não costumam fazer exames de rotina: procurem um médico, façam exames de sangue, coração e etc. Todo e qualquer problema com o nosso corpo é melhor remediado se detectarmos o problema no início. Eu faço sempre principalmente pq meu histórico familiar não ajuda muito.

Bom é isso, deixa eu ir pq o embarque vai começar.

Sras e Srs tenham todos um ótimo feriado e aproveitem o voo hehehe.
Fuiii Small London here we gooo

 

 

O tal do sal…

Cada dia que passa fica mais difícil comer fora de casa. O sal tem se tornado um incomodo sem tamanho. Eu já venho de uma família que sempre ingeriu pouco sal pois minha mãe sofria de problemas nos rins,  mas depois que me mudei pra Curitiba eu passei a abusar um pouco mais do sal, infelizmente isso é o tipo de hábito que se adquire sem perceber e quando você nota já está comendo muito sal.

Lá por 2003 eu descobri que estava com pressão alta, isso foi motivo pra mais uma vez eu puxar o freio do sal, mas não foi nada tão drástico, acho que nunca levei isso muito a sério. Pra ser sincera acho que eu tinha mais vontade de sal do que do alimento em si, pura ansiedade.

Desde que comecei com essa série de mudanças na minha vida, eu mudei também a quantidade de sal ingerida, não esquecendo que o vilão não é somente o sal em si e sim o cloreto de sódio presente na maioria dos alimentos industrializados que consumimos.

Tenho dado preferência à ervas, especiarias e  temperos dos mais variados e evitado sempre que possível usar o sal.

Só que agora estou em um grande dilema, eu trabalho fora e não tenho como fazer todas as refeições em casa e dependo de restaurantes para o almoço, já que os lanches eu trago prontos. E todo dia na hora do almoço é a mesma situação, coloco comida no prato e metade fica pra trás pq não consigo comer por  causa do sal. Achei que fosse o restaurante, tentei trocar várias vezes mas todo lugar é a mesma coisa. Ontem fui almoçar no shopping, pedi arroz integral, file de frango e salada.. só consegui comer a salada e uma parte do filé, ficou tudo pra trás. Pro meu paladar tudo está extremamente salgado.  Hoje foi a mesma coisa o arroz, o feijão e a carne ficaram para trás, comi toda a salada e metade da carne que era mais ou menos do tamanho da palma da minha mão.

Estou chegando ao ponto de começar a preparar minhas refeições em casa e levar minha lancheira pro trabalho. Já venho pensando nisso já varios dias, já tinha visto um vídeo da Barbara sobre isso e agora a pouco li uma matéria parecida no blog da Larissa acho que é um sinal hahaha

Você tem que querer por você!

Ontem enquanto eu almoçava uma sra no restaurante veio conversar comigo. Ela parou ao lado da mesa e disse:
“- Querida preciso te dar os parabéns, tenho notado como aos poucos suas roupas tem ficado folgadas!”

Preciso deixar bem claro que minha meta nunca foi e nem nunca será baseada em fundamentos estéticos, quero apenas ficar bem, saudável e confortável. Quero ter condicionamento físico pra que consiga sair pra passear sem ter que ficar parando toda hora pra respirar ou ter que sentar pq os pés doem!!

Eu é claro que achei aquilo o máximo dos máximos. Pq isso demonstra que toda minha dedicação está rendendo frutos.

Seguimos o papo eu comentei com ela bem por alto como anda minha rotina e acabei falando sobre este blog e ela achou a idéia muito boa e etc e ela prosseguiu:

“- Sabe minha filha também precisa emagrecer, falo isso pra ela todo dia. Hoje vou falar com ela sobre você pra ela se inspirar e emagrecer também!”

Fiquei bem feliz de escutar isso e saber que posso servir de exemplo para que outros venham a se sentir tão bem quanto eu tenho me sentido. Mas depois que ela foi embora eu fiquei pensando. Puxa vida há quantos anos todo mundo me fala desse lance de emagrecer e bla bla bla, e isso nunca me fez realmente ter vontade de correr atrás… sou gordinha há muitoooooo tempo, desde os 13 anos já sofro com isso e só agora com 30 que eu realmente tive vontade de fazer isso, eu quis essa mudança.

E neste era o ponto que queria chegar.

Pra que a gente consiga ter algum resultado duradouro temos que mudar a forma de enxergar a situação. Por exemplo:

  • Eu não resolvi começar a comer direito pq está chegando o verão, pq alguém me falou, pq o médico mandou ou pq eu vi na revista. Eu resolvi começar a comer direito pq me sinto bem assim, pq não tive mais mais dores no estomago (por comer demais), não me senti mais inchada e o mais irônico não senti mais fome. Faz um mês que tenho comido consideravelmente menos, mas nunca mais senti meu estômago roncar kkkkk.
  • Eu não resolvi começar a academia pra me livrar da gordura localizada, pra ficar turbinada –  que por sinal eu acho um termo extremamente vulgar – ou pra ter uma barriga chapada. Eu resolvi começar a academia pq eu fui orientada que deveria praticar exercícios, pq exercícios tanto aeróbicos quanto os anaeróbicos fazem muito bem ao corpo, pq se eu mandar essa gordura embora minha circulação vai melhorar. O resto dos benefícios oriundos dos treinos serão uma mera ótima consequência de todas as mudanças que tenho feito no meu dia-a-dia.

E é isso que muita gente não entende e fica lá martelando na cabeça dos outros, sabemos que isso é para o bem mas não adianta, a vontade tem que ser da pessoa, ela tem que decidir por si mesma querer mudar a forma de levar a vida.

Claro que os exemplos ajudam muito pois são eles que plantam a sementinha que será um dia a idéia de toda a mudança.

Navegação de Posts