Mudando a forma

Mudando a forma de pensar você muda a forma de viver!

Arquivo para a tag “alimentação”

Educação alimentar

Hoje pela manhã fomos à feira aqui do bairro, eu sei que é tudo consideravelmente mais caro em relação ao supermercado, mas a qualidade dos alimentos é infinitamente melhor. Durante as comprar fui abordada por uma nutricionista que estava à serviço da Prefeitura de Curitiba convidando para que participássemos de uma oficina de sucos, segundo ela este tipo de ação é parte de um projeto da Prefeitura que visa orientar a população em relação à alimentação saudável e incentivar o consumo de sucos e alimentos frescos no lugar de refrigerantes e produtos industrializados. Conversamos um pouco e contei à ela sobre o que estou fazendo.

Projeto Educação Alimentar da Prefeitura Municipal de Curitiba. Clique na imagem para ir ao site do projeto.

Além de ganhar os parabéns dela 🙂  ela me passou um material bem simples mas interessante interessante sobre os grupos alimentares, coisa bem básica mas vou transcrever aqui parte das informações. Como eu costumo dizer, informação nunca é demais e sempre tem algo a acrescentar.

Alimentação é mais que o ato individual de comer e beber, é a soma das múltiplas escolhas que fazemos e dos valores que consideramos.

Educação alimentar e Nutricional é um aprendizado contínuo, uma troca de experiências para ajudar as pessoas a fazer suas escolhas e usar melhor os alimentos para realizar a equilibrada nutrição do corpo e a manutenção da saúde e do bem-estar.

É o que recomenda a Organização Mundial da Saúde.

Uma alimentação equilibrada precisa ter todos os grupos alimentares

CARBOIDRATOS

Fornecem energia para o organismo.
Principais fontes: pães, arroz, massas em geral (prefira os integrais).

PROTEÍNAS

Auxiliam no crescimento e manutenção das células, tecidos e órgãos.
Principais fontes: carnes, ovos, leite e derivados.

LIPÍDEOS

Fornecem energia e auxiliam no controle de temperatura.
Principais fontes: óleos e gorduras (consuma com moderação)

VITAMINAS E MINERAIS

Auxiliam na regulação dos sistemas do organismo.
Principais fontes: frutas e verduras.

FIBRAS

Ajudam na regulação instestinal, fornecem saciedade.
Principais fontes: alimentos integrais, frutoas e verduras.

Algumas dicas:

  1. Aumente e varie o consumo de frutas e hortaliças. Coma-as cinco vezes por dia;
  2. Coma feijão diariamente ou, no mínimo, quatro vezes por semana;
  3. Prefira alimentos menos gordurosos. Evite consumir em demasia salsichas, frituras, salgadinhos e carnes gordas;
  4. Reduza o consumo de sal. Tire o saleiro da mesa;
  5. Fala pelo menos três refeições e um lanche por dia. Não pule refeições;
  6. Habitue-se a reduzir o consumo de doces, bolos, biscoitos e outros alimentos ricos em açucar para, no máximo, duas vezes por semana;
  7. Aumente o consumo de sucos naturais e beba menos refrigerante;
  8. Aprecie sua refeição. Coma devagar, mastigando bem os alimentos;
  9. Mantenha seu peso dentro dos limites saudáveis para sua idade;
  10. Seja ativo – pratique 30 minutos de atividade física por dia: caminhe pelo bairro, suba escadas, alongue-se.
Fonte: Folheto Educação Alimentar - Departamento de Educação Alimentas e Nutricional - Secretaria de Abastecimento - PMC/PR

Bom é isso, agora vou lá preparar os alimentos da semana, dar uma pré-cozida e congelar tudo pra conservar melhor e deixar minha vida mais fácil durante a semana. As marmitinhas estão dando super certo e em time que está ganhando não se mexer não é mesmo???

Fuiiiii!!!!

Anúncios

4 meses depois

E este é o resultado de 4 meses de rotina com boa alimentação e práticas de exercícios.

Menos 13 quilos, menos rémedios, nenhuma dor.

Mais alegria, mais saúde, mais bom humor.

Hahaha até rimou!!!

Evolução emagrecimento Fernanda Região.

Após 4 meses eis o resultado da combinação de reeducação alimentar e prática de atividade física

É isso aí, continuo com meu plano: devegar e sempre. Mudando a forma de  viver e mudando minha vida complemante.

Mude você também 😉

A matemática é simples

Recebi algumas críticas depois de expor minha opinião sobre o que pra mim faz mais efeito: alimentação vs. atividade física.

Bom então vamos lá… eu nunca disse que atividade física não é importante, bem pelo contrário… ela é muito importante e muito válida. Mas de nada adianta o cidadão ir pra academia, ficar lá suando e se acabando na esteira e quando sair da academia parar no primeiro fast-food e se empaturrar de goduras, carboidratos e açúcares. O que muitos não entendem é que sim, é possível emagrecer apenas controlando a alimentação. Claro que os resultados virão mais devagar, mas sim é possível.

alimentao-e-atividades-fisicasA matématica do emagrecimento é bem simples: diariamente gastar mais calorias que a quantidade ingerida. Claro que não vale ficar à base de folhas de alface… com certeza vc vai perder peso, mas vai também perder a saúde. Eu acredito que todo mundo que precisa e decide emagrecer que perder peso e ganhar saúde (pelo menos deveria ser assim). E pra isso alimentação balanceada é fundamental. Isso quer dizer que??? Você deve procurar um profissional de saúde afim de orientá-lo pra isso.

Mas voltando a questão da matemática, eu estava falando sobre o metabolismo basal. Nome meio estranho mas é isso mesmo, é a quantidade de calorias que gastamos em um dia para manter nosso corpo em pleno funcionamento e também para realizar nossas atividades do dia-a-dia.

É um calculo meio complicado, se quiser ter uma idéia do seu gasto diário poderá acessar o site do Bem Estar, lá eles disponibilizaram uma calculadora que nos dá uma idéia de quantas calorias precisamos por dia.

Bom acho que é isso, concluindo… atividade física é muito importante, mas nunca podemos esquecer que tão ou mais importante ainda é cuidar primeiro da nossa alimentação. É altamente recomendável procurar um profissional de saúde ligado à nutrição pra ter uma dieta balanceada.

Mudando a forma de levar a vida, mudando a forma de pensar, mudando a forma de encarar a alimentação e a atividade física é completamente possivel emagrecer sem cirurgias ou medicamentos.

That’s all folks 🙂

 

O Segredo

Já se tornou comum pra mim e pro meu marido ouvirmos a pergunta: Qual é “o segredo” pra emagrecer??? Depois de tanto ouvir a mesma coisa resolvi que devo compartilhar a receita secreta. Pois bem vamos lá…

Receita secreta para emagrecer:

Todos os dias de manhã você deve pegar 5 grãos de arroz que pernoitaram no sereno, junte com 23 grãos de alpiste silvestre, 3 pétalas de rosa laranja que tenha sido regada com água mineral e  uma pena de cauda de fênix. Junte tudo em um saquinho de lurex verde, jogue seu perfume favorito, se for importado é melhor, e passe por todo o corpo, em uma semana terá emagrecido pelo menos 2 quilos. Garantido!!!

Hahahahaha desculpe mas eu não resisiti. História de maluco não? Pois bem ela talvez seja menos maluca que muitas dietas por aí, pelo com essa você pode emagrecer de tanto que vai ter que caminhar atrás dos ingredientes hahaha e se não emagrecer caminhando vai ficar cheirosa rs rs.

Mas agora falando sério, você deve estar pensando, o que essa louca está falando… Bom o eu quero dizer é que não existe segredo algum, o que existe é disciplina, é mudar a forma de encarar a alimentação e os exercícios físicos.

Eu já fiz todo quanto é tipo de dieta: dieta da sopa, dieta de atikins, dieta da lua, dieta da USP, dieta dos pontos, dieta com shakes, dieta liquida… ufa… e o que acontecia?? Até emagrecia uns quilos nos primeiros dias, mas ninguem consegue manter isso por muito tempo, a não ser claro que você tenha algum problema de saúde e precise de uma dieta específica, toda e qualquer dieta restritiva como as que citei não vão funcionar. Quando você parar a dieta e voltar a comer como antes o peso vai voltar.

O real segredo do que estou fazendo é ter determinação, objetivo e acima de tudo a consciência do que estamos ingerindo, quanto e de que forma. Vou deixar aqui algumas dicas que funcionaram pra mim, lembrando que são dicas, não sou médica e nem nutricionista e por isso não me responsabilizo por nada, procurar um médico é sempre a melhor opção 😉

  • Leia rótulos, as vezes a versão light dos alimentos tem o sabor super parecido mas a quantidade de calorias é infinitamente menor;
  • Insira aveia em sua dieta, ela é tudo de bom, a digestão é lenta e nos dá sensação de saciedade por mais tempo, ajuda a baixar o colesterol ruim e melhora o funcionamento do intestino;
  • Beba água, muita água, no mínimo 2 litros por dia;
  • Gelatina (diet) é uma boa pedida. Melhora a pele, cabelos e unhas além de muitos outros benefícios e o principal é uma aliada e tanto quando bate aquela vontade incontrolável de comer doce.
  • Reduza o sal, não por completo pois precisamos do iodo presente nele, mas evite ter o saleiro na mesa;
  • Crie o dia do lixo. Escolha um dia da semana pra comer as besteiras que tem vontade, mas é só pra matar a vontade e não se empaturrar tá haha, veja se não fizer isso a vontade vai crescendo, crescendo e chega em um ponto que você perderá a vontade de seguir com sua reeducação alimentar e depois de tempo você nem vai mais sentir vontade de comer besteiras;
  • Coma peixe e outras carnes magras, mas um bifinho de vez em quando não faz mal à ninguém;
  • Pratique exercícios regularmente: academia, caminhadas, dance, corra,pedale,  passeie com seu cachorro. O seu corpo precisa de movimento;
  • Coma devagar e mastigue bem os alimentos;
  • Fracione suas refeições, coma de 3 em 3 horas, é cientificamente provado que longos períodos sem se alimentar provocam a queda do nosso metabolismo e nem preciso dizer a consequência disso né?
  • Durma bem, uma boa noite de sono é fundamental;
  • Livre-se do stress, ele também detona seu emagrecimento. Exercícios físicos são bem eficazes para combater o stress.

Mas o principal e mais importante de todos estes itens é a matemática, sim ela mesma, adoro matemática. A matemática nos ajuda a emagrecer e a fórmula é bem simples: a quantidade de calorias que gastamos em um dia deve ser maior que a quantidade de calorias que ingerimos.

É fundamental lembrar que estas mudanças devem ser permanentes, não é por dois dias ou duas semanas, é pra vida toda. Se tiver vontade comer um chocolate, coma! Mas coma um quadradinho e não uma barra inteira, não só na alimentação mas na vida o autocontrole é fundamental.

É isso aí, já escrevi demais. Essa semana vou procurar informações sobre metabolismo, gasto de calorias e etc e posto pra quem se interessar.

Fui… boa noite!!

O tal do sal…

Cada dia que passa fica mais difícil comer fora de casa. O sal tem se tornado um incomodo sem tamanho. Eu já venho de uma família que sempre ingeriu pouco sal pois minha mãe sofria de problemas nos rins,  mas depois que me mudei pra Curitiba eu passei a abusar um pouco mais do sal, infelizmente isso é o tipo de hábito que se adquire sem perceber e quando você nota já está comendo muito sal.

Lá por 2003 eu descobri que estava com pressão alta, isso foi motivo pra mais uma vez eu puxar o freio do sal, mas não foi nada tão drástico, acho que nunca levei isso muito a sério. Pra ser sincera acho que eu tinha mais vontade de sal do que do alimento em si, pura ansiedade.

Desde que comecei com essa série de mudanças na minha vida, eu mudei também a quantidade de sal ingerida, não esquecendo que o vilão não é somente o sal em si e sim o cloreto de sódio presente na maioria dos alimentos industrializados que consumimos.

Tenho dado preferência à ervas, especiarias e  temperos dos mais variados e evitado sempre que possível usar o sal.

Só que agora estou em um grande dilema, eu trabalho fora e não tenho como fazer todas as refeições em casa e dependo de restaurantes para o almoço, já que os lanches eu trago prontos. E todo dia na hora do almoço é a mesma situação, coloco comida no prato e metade fica pra trás pq não consigo comer por  causa do sal. Achei que fosse o restaurante, tentei trocar várias vezes mas todo lugar é a mesma coisa. Ontem fui almoçar no shopping, pedi arroz integral, file de frango e salada.. só consegui comer a salada e uma parte do filé, ficou tudo pra trás. Pro meu paladar tudo está extremamente salgado.  Hoje foi a mesma coisa o arroz, o feijão e a carne ficaram para trás, comi toda a salada e metade da carne que era mais ou menos do tamanho da palma da minha mão.

Estou chegando ao ponto de começar a preparar minhas refeições em casa e levar minha lancheira pro trabalho. Já venho pensando nisso já varios dias, já tinha visto um vídeo da Barbara sobre isso e agora a pouco li uma matéria parecida no blog da Larissa acho que é um sinal hahaha

Navegação de Posts